Prefeitura de Feira de Santana preenche só com 30% de cargos de confiança

O prefeito de Feira de Santana, Tarcízio Pimenta, vai preencher, por enquanto, apenas 30% dos cerca de 440 cargos de confiança da Prefeitura. Os motivos são a queda de quase R$ 3 milhões na arrecadação, provocada pela crise mundial, e também o reajuste do salário mínimo, que começa a vigorar em fevereiro. A Prefeitura de Feira de Santana conta, aproximadamente, com nove mil servidores, entre ativos e inativos. Desses, 30% tem a base do rendimento um salário mínimo. Em época de crise, o reajuste de cerca de 12% para o salário mínimo, anunciado pelo Governo Federal, preocupa a administração municipal. A maior queda no mês de janeiro ocorreu no repasse estadual. A redução ficou na ordem de 18%. O repasse federal também teve queda de 14%. A arrecadação do município caiu em 4% , com relação ao mesmo período do ano passado.

 

Fonte: Ibahia