PT defende assasinato em nome de idealismo político?

O caso Cesare Batisti tem mexido com as relações entre dois países amigos, Brasil e Itália.  E por que afinal?  Não é este Cesare responsável por quatro assasinatos em seu país de origem ? Não estaria ele tentando escapar da justiça em sua terra natal?  Então por que nossos governantes insistem em adotar um problema que nada tem a ver conosco?  O ministro da Justiça, Tarso Genro, diz que o governo está dando abrigo a um refugiado político. Mas desde quando tirar vidas humanas pode ser justificado por algum tipo de idealismo?  Deste forma, o PT estaria sendo conivente com o assasinato, mesmo que por motivação ideológica.  O melhor seria não acumularmos mais um problema, logo nós que já temos tantos e não precisamos importar outros.  Tomara que o nosso departamento de Relações Exteriores tome logo juízo antes que a Itália ( um dos países com que o Brasil mais se identifica no exterior )  resolva tomar providências mais extremas, como por exemplo o corte de relações.  Num caso como esse o Brasil teria muito mais a perder : um parceiro a menos na União Européia, um voto a menos para que o país ganhe assento permanente no Conselho de Segurança da ONU e entre o grupo dos países mais influentes do mundo.  Deixemos, portanto o caso Batisti para os italianos resolverem.