Vereadores nada tem a ver com abertura do comércio nas tardes de sábado

O vereador Có esteve esta semana no Levante a Voz para se defender da acusação de que teria sido responsável pelo projeto de abertura do comércio nas tardes de sábado. Eu não sou muito de defender político mas, nesse caso, tenho a dizer que nem Có nem os vereadores Délcio Mascarenhas e Hélio da Saúde tem nada a ver com isso. A Câmara de Vereadores de Santo Antônio de Jesus não tem absolutamente nada a ver com o caso. Existe até uma nota  que está sendo divulgada pela Câmara explicando como foi gerado o problema. Houve uma discussão sobre a Lei do Livre Comércio no último dia 30 (  com a posterior revogação da  Lei ) discussão sobre a qual os comerciários da cidade alegam ( com razão ) que não foram consultados para darem sua opinião.  Por outro lado, um dos artigos modificados na antiga Lei joga para o prefeito decidir se o comércio vai abrir nos domingos festivos do ano.  No âmbito político, os vereadores de oposição podem até utilizar o fato do comércio passar a abrir aos domingos de Dia das Mães, natal e outras datas festivas, como culpa do prefeito.  Mas, analisando outro aspecto do problema, os comerciários eram mesmo contra a Lei do Livre Comércio e sempre manifestaram isso públicamente.  Se eram contra, então a revogação da Lei nada mais fez do que favorecer os interesses da categoria. Desta forma, segundo especialistas da Lei, mesmo que Câmara quisesse proibir a abertura do comércio nas tardes de sábado não teria poder para tal.