Nazaré: pai do garoto morto em grave acidente pede para não publicarem fotos e vídeos do corpo da criança, “Sejamos seres humanos”

Pai do pequeno Pablo, morto em grave acidente na última segunda-feira (18), em Nazaré, pede para não divulgarem fotos e vídeos do corpo da criança dilacerado na pista. Pablo Juan Santos da Silva, 10 anos, estava atravessando de bicicleta a via por volta das 12h quando foi surpreendido pela caçamba.

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo

O pai do garoto, o soldado da PM, André Luiz Oliveira da Silva Júnior usou sua página das redes sociais para pedir às pessoas que estão compartilhando as cenas terríveis desse acidente que tenha mais humanidade e consciência de que existe uma família que está sofrendo, “Eu sei que o mundo hoje em dia é cruel, e as pessoas acabam esquecendo que ali, naquele amontoado de carne espalhados na pista, morava uma alma, que tinha família, que tinha sonhos, que amava incondicionalmente alguém. Então, sejamos seres humanos que somos, deixemos nossa insensibilidade de lado”, disse. Ele finaliza pedindo orações pela família. Vale salientar que o artigo 212 do Código Penal diz que vilipêndio a cadáver é uma figura de crime contemplado, “Vilipendiar cadáver ou suas cinzas: Pena – detenção, de 1 (um) a 3 (três) anos, e multa”.