Servidores municipais de Santo Amaro denunciam atraso de salários

 

Foto Google Maps

O Sindicato dos Servidores Públicos de Santo Amaro (Sindiser), município localizado a 80 Km de Salvador, ingressou com duas representações contra o prefeito Flaviano Rohrs da Silva Bonfim (DEM), após sucessivos atrasos nos pagamentos dos salários dos trabalhadores municipais. Segundo denúncia encaminhada ao BNews, as representações foram apresentadas no Ministério Público Estadual (MP-BA) e Tribunal de Contas do Município (TCM).

Em um vídeo enviado para nossa Redação, um grupo de servidores aparece em frente a uma agência bancária no município. Um deles afirma que os professores estão revoltados e pergunta quem vai pagar a conta.

“Acabamos de sair do Bradesco e tivemos a notícia, mais uma vez que o prefeito de Santo Amaro não pagou os empréstimos consignados e o Bradesco fez o débito em conta, ou seja, dois descontos num único mês. Os professores estão revoltados, nós não temos uma solução, foi muito prejuízo pra todo mundo e agora queremos saber quem é que vai pagar essa conta (…). Como é que podemos denominar uma atitude dessa onde o prefeito desconta os empréstimos consignados e não repassa, são cinco meses sem repassar para os bancos e agora o banco resolve descontar nas contas dos servidores”, disse.

Ainda de acordo com o Sindiser, a denúncia apresentada ao MP-BA e ao TCM chama atenção para o “despreparo da gestão municipal, descontrole de gastos e falta de prioridade”.

“O Sindiser aguarda os desdobramentos da denúncia, não obstante informa que outras medidas jurídicas estão sendo adotadas, uma das quais, o pedido judicial de bloqueio das contas da Prefeitura a fim de compelir o Prefeito a cumprir com suas obrigações”, diz uma nota publicada no site da entidade.

O prefeito de Santo Amaro, Flaviano Rohrs da Silva Bonfim foi procurado pelo BNews durante todo o sábado (11) para que pudesse dar sua versão, mas nossas ligações não foram atendidas e nem retornadas até a publicação desta matéria.
Fonte BNews