Moradores de Cachoeira temem rompimento de barragem após tremor e Prefeitura acompanha o caso; tremor é sentido no recôncavo da Bahia

Após o Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP) registrar tremor de magnitude de 1.6 mR em Cachoeira, Recôncavo Baiano, no dia 19 de agosto, moradores da cidade ainda continuam com medo do tremor estar relacionado à barragem de Pedra do Cavalo. Em mensagens enviadas ao BNews, vários moradores pediam socorro e afirmavam que a barragem estava em alerta: “isso é muito grave, a população deve saber o que realmente está acontecendo sobre a barragem de Pedra do Cavalo”; “Estamos com medo de uma tragédia vir a acontecer”.

Em nota, a Prefeitura de Cachoeira disse que está acompanhando de perto todos os riscos possíveis ou que possam surgir em relação à barragem. “Entre maio e junho, fomos ao local para constatar se havia algum risco para a população, porque moradores de Cabaceiras do Paraguaçu estavam com receio, pois a água estava subindo, mas, a empresa Votorantim negou qualquer tipo de risco e que o nível da água estava tudo ok, assim como a estrutura da barragem”, informou. Ainda na nota, o município disse que está planejando outra visita na barragem para averiguação.

A Votorantim Energia, empresa que cuida da Usina Hidrelétrica Pedra do Cavalo, emitiu uma nota informando que, na sexta-feira (28), no Diário Oficial, saiu a assinatura da diretora do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), Márcia Cristina Telles, referente a assinatura para aplicação dos projetos socioambientais nos municípios de Cachoeira, Maragojipe, São Félix, Governador Mangabeira e nas Comunidades Quilombolas, de Pescadores e Marisqueiras localizadas no entorno da Usina Hidrelétrica Pedra do Cavalo, da qual a Votorantim Energia é gestora.

“O Termo de Compromisso ratifica a responsabilidade da empresa em colaborar para o desenvolvimento educacional e socioeconômico de comunidades da região”, afirma Alexsandro Cota, gerente de sustentabilidade da Votorantim Energia. “As ações em parceria com as prefeituras, instituições públicas, instituições de ensino e associações irão contribuir para melhoria da qualidade da educação pública, além de estimular e promover o empreendedorismo”, completa.

Fonte:  BNews