Manoel Vitorino: justiça determina suspensão do reajuste salarial de prefeito e vereadores

A Justiça determinou que prefeito, vice, vereadores e secretários de Manoel Vitorino, cidade que fica no sudoeste da Bahia, não recebam mais o reajuste salarial que eles mesmos concederam ainda no início da gestão.

Na decisão, o órgão entende que o dinheiro recebido pelos políticos durante a gestão é indevido e terá que ser devolvido, com a correção com base no índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial (IPCAE).

A medida da justiça mantém uma liminar de 2017 que pedia a suspensão da lei que aumentava os subsídios aos prefeito, vice-prefeito, secretários e vereadores.

O salário do prefeito antes do reajuste era de R$10 mil e com o aumento passou a ser de R$ 16 mil e o do vice-prefeito passou de R$7 mil para R$ 8 mil. Os secretários recebiam R$ 4 mil e receberam um aumento de R$ 2 mil e os vereadores, que recebiam R$ 6 mil, passaram a receber R$ 8 mil.

Com a decisão da justiça, os salários devem voltar aos valores que eram dezembro de 2016.

Fonte: G1




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *