Novo terremoto de 1,8 de magnitude é registrado em Amargosa na tarde desta quarta; nº de casos chega a 21 em menos de uma semana

Um novo terremoto, com magnitude de 1,8, considerada baixa, foi registrado entre as cidades de Amargosa e São Miguel das Matas, na tarde desta quarta-feira (2). Segundo o Laboratório de Sismologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), a situação foi registrada por volta de 13h40.

O abalo com escala de 4.6 na Escala Richter foi sentido em cerca de 40 cidades do Recôncavo e Vale do Jiquiriçá e também na Região Metropolitana de Salvador no último domingo (30).

Conforme a Rede Sismográfica Brasileira, o número total de eventos na Bahia, até esta quarta, chegou a 21. Até a terça-feira (1º), o laboratório de sismologia da UFRN já tinha detectado 17 ocorrências de tremores de terra na Bahia, em um intervalo de quatros dias. Há relatos de abalos também nos estados de Sergipe e Alagoas. A magnitude dos tremores variou entre 1.8 e 4.6.

Por causa da situação, várias imóveis ficaram danificados. Em São Miguel das Matas, cerca de 70 casas tiveram comprometimento na estrutura. Dez famílias precisaram deixar os imóveis. Em Amargosa, cerca de 11 casas foram danificadas. Dez delas vão precisar de reparos.

Em entrevista a Andaiá 97.1, o prefeito da cidade de São Miguel das Matas, José Renato, confirmou a instalação de  nove sismógrafos. Os equipamentos vão detectar atividades que estejam ocorrendo no subsolo do município e região.