ACM Neto diz que não se arrepende por não ter disputado governo da Bahia em 2018

 

Durante o evento que entregou o nova canal do Rio Paraguari, o prefeito ACM Neto (DEM) declarou não se arrepender das coisas que fez durante os oito anos de mandato. Dentre elas, a decisão a de não ter disputado o governo da Bahia em 2018.

“Tomei a decisão certa. Vi que não era o momento, mesmo com toda a pressão que sofri para disputar o cargo de governador da Bahia. Não me arrependo”, afirmou.

No próximo dia 31 de dezembro, Neto encerra o mandato como prefeito de Salvador. São 48 dias que restam de mandato e o gestor diz “deixar a prefeitura com o dever cumprido”.

“Saio muito bem aprovado pela população. Desde que resolvi não interromper o mandato, tive a certeza que concluiria com uma decisão acertada”, ressaltou.

Neto comentou também sobre o que teria feito diferente, caso o mandato começasse hoje.

“Nestes oito anos eu poderia ter tomado as decisões com alguns ajustes, porém não sou de olhar para trás. Procuro aprender e levar adiante a experiência”, finalizou.

Apoio em 2018

Em 2018 neto confirmou a candidatura do ex-prefeito de Feira de Santana, Zé Ronaldo ao governo do Estado pelo DEM. Para isso, Zé Ronaldo renunciou ao cargo de prefeito do município. Já próximo ao final da campanha, houve rumores que Neto teria abandonado a campanha de Zé Ronaldo, pelo fato do candidato ter declarado que votaria, para presidente da República, em Jair Bolsonaro. Neto chegou a negar que iria se afastar da campanha José Ronaldo (DEM).

Bastidores

Á época, aliados a Neto disseram que o prefeito de Salvador teria pedido para que fosse evitada a presença do grupo em atos de campanha do ex-prefeito de Feira de Santana, aqui em Salvador. De acordo com parlamentares da base, isso seria evitado para que não se causasse constrangimentos com Geraldo Alckmin.

Disputa em 2022

Ao ser questionado, Neto não descarta a possibilidade em concorrer ao posto de governador da Bahia, em 2022. Por intermédio de uma live, no último mês de outubro, o atual prefeito da capital baiana disse que “pretende” sair como candidato.

Fonte: A Tarde