Afundamento assistido do ferry Agenor Gordilho será feito neste sábado

O afundamento assistido do ferryboat Agenor Gordilho e do rebocador Vega será realizado neste sábado, 21, por volta das 11h, nas imediações do Yacht Clube da Bahia, em Salvador.  A iniciativa visa dinamizar o turismo náutico na Baía de Todos-os-Santos.

As embarcações vão submergir a uma profundidade aproximada de 36 metros. A operação começa às 6h30, com a saída do ferry de Bom despacho para ser conduzido para a área do naufrágio.

Por volta das 11h, a embarcação já estará no local pronta para a submersão, momento em que as comportas serão abertas e o naufrágio do Agenor Gordilho ocorrerá próximo à maré baixa. Uma hora depois, será a vez do rebocador Vega.

Com 71 metros de comprimento e 19 metros de altura, o Agenor Gordilho fez sua viagem inaugural no Sistema Ferry-Boat no dia 5 de dezembro de 1972. A embarcação realizou a travessia Salvador-Itaparica durante 45 anos, até o final de 2017.

Óleos e combustíveis da embarcação foram removidos para atender às especificações ambientais, assim como peças que oferecessem riscos aos mergulhadores.

O naufrágio assistido de embarcações propicia a formação de recifes artificiais, que favorecem o habitat marinho e se convertem em atrativo para visitantes, mergulhadores profissionais e estudiosos. A previsão é de que em um ano a embarcação esteja repleta de vida marinha.

Turismo náutico

O turismo de mergulho, segmento do turismo náutico, que atrai grande número de adeptos, tem na Baía de Todos-os-Santos um dos locais ideais para sua prática. Maior baía do Brasil e a segunda maior do mundo, sua extensão de 1.223 km² abriga tesouros arqueológicos distribuídos em cerca de 20 pontos de naufrágio.

Próximo do Farol da Barra, por exemplo, está o navio Galeão Sacramento, que naufragou em 1668, além dos vapores Germania (1876) e Bretagne (1903).

A busca por experiências junto à natureza, o interesse na ecologia e na arqueologia marinhas e a prática de hobbies como a fotografia ou o simples gosto pela aventura são apontados como alguns dos principais motivos que levam as pessoas a praticar o mergulho nas águas do mar.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *