Motorista de van que não prestou socorro a jovens em acidente não tem habilitação e alegou fuga por medo de ser linchado

O motorista que fugiu sem prestar socorro às vítimas de uma batida entre a van que ele dirigia e uma moto, em Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador, alegou não ter parado por medo de ser linchado. As informações foram confirmadas nesta quarta-feira (11).

O acidente aconteceu na manhã de terça-feira (10), no bairro Sítio Mathias. A jovem que pilotava a moto, Rafaela da Cunha Cruz, de 25 anos, morreu na hora. O corpo dela foi enterrado sob forte comoção na manhã desta quarta. A amiga dela, que estava de carona, segue internada no Hospital Geral Clériston Andrade.

De acordo com a delegacia da cidade, o homem não é habilitado e a van está com o licenciamento atrasado. O veículo foi apreendido e passará por perícia. A polícia disse ainda que, no momento do acidente, ele transportava passageiros.

O motorista não teve nome divulgado pela polícia e prestou depoimento na tarde de terça, após se apresentar na delegacia. Ele foi ouvido e liberado.

Câmeras de segurança registraram o momento do acidente, que aconteceu por volta das 6h de terça-feira. As vítimas atravessavam um cruzamento, quando a van surge e ocorre a batida. O motorista da van segue na via, chega a parar o veículo rapidamente, mas vai embora sem prestar socorro às vítima.

Nas imagens é possível ver as duas caídas ao chão. Rafaela morreu na hora. A outra jovem foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), acionado por moradores, e levada para o hospital.

Fonte: G1