Salvador: Mudanças na Câmara não devem alterar panorama de apoio e oposição a Bruno

As mudanças na Câmara de Vereadores não irão alterar o número de parlamentares na oposição ou na situação para o próximo ano.

Até o dia 31 de dezembro deste ano, o prefeito ACM Neto (DEM) possui 30 vereadores na sua base e 11 oposicionistas. Com o pleito encerrado neste domingo (15), Bruno Reis (DEM) terá o mesmo número, em tese, de vereadores de oposição. O que muda, até agora, é um parlamentar a mais que o apoia. Dentro deste contexto, há um vereador que integra o bloco independente: Edvaldo Brito (PSD), que não apoia nenhum dos dois grupos.

A oposição, no momento atual, é rachada em dois blocos. A oposição, liderada por Sidninho (Podemos), possui Toinho Carolino (Podemos), Ana Rita Tavares (PT), Marta Rodrigues (PT) e Suíca (PT). Contudo, Ana Rita e Carolino não foram reeleitos, enquanto Moisés não tentou reeleição.

Em tese, com as mudanças, passam a integrar o bloco Emerson Penalva (Podemos), Maria Mariguella (PT) e Tiago Ferreira (PT).

O bloco independente de oposição é liderado por Silvio Humberto (PSB) e possui, até o momento, Aladilce Souza (PCdoB), Hélio Ferreira (PCdoB), José Trindade (PSDB) e Marcos Mendes (PSOL). Com a eleição, este grupo sofreu mudanças substanciais. Se as lógicas partidárias se mantiverem, Augusto Vasconcelos (PCdoB) e Laina Pretas por Salvador (PSOL) entram nos lugares de Aladilce Souza (PCdoB), Zé Trindade (PSB) e Marcos Mendes (PSOL).
Na oposição, resta saber qual vai ser o posicionamento de Debora Santana (Avante), novata na Casa.

O grupo apoiador de Bruno ficará da seguinte maneira: Alexandre Aleluia (DEM), Carballal (PDT), Carlos Muniz (PTB), Catia Rodrigues (DEM), Claudio Tinoco (DEM), Daniel Rios (Patriota), Duda Sanches (DEM), Fabio Souza (SD), Geraldo Jr. (MDB), Ireuda Silva (Republicanos), Isnard Aráujo (PL), Joceval Rodrigues (Cidadania), Kiki Bispo (DEM), Luiz Carlos (Republicanos), Marcelle Moraes (DEM), Maurício Trindade (MDB), Paulo Magalhães Jr. (DEM), Ricardo Almeida (PSC), Saba (DC), Teo Senna (PSDB), Anderson Ninho (PDT), André Fraga (PV), Cris Correa (PSDB), Daniel Alves (PSDB), Dr. José Antônio (PTB), George O Gordinho da Favela (PSL), Irmão Lázaro (PL), Julio Santos (Republicanos), Marcelo Maia (PMN),  Roberta Caires (Patriota) e Sandro Bahiense (Patriota).

Fonte: BN