Secretário da Saúde diz que Salvador terá lockdown se população não colaborar

O secretário municipal da Saúde de Salvador, Léo Prates, afirmou nesta terça-feira (23), em entrevista à CNN Rádio, que a capital baiana deve entrar em lockdown se não houver a colaboração da população nas medidas de combate ao novo coronavírus.

“Nós temos limites”, alertou o secretário. “Eu considero que a gente está caminhando a passos largos para um lockdown aqui na cidade, porque nós não permitiremos perder nenhuma vida por inação do poder público.”

A gestão municipal de Salvador aumentou a oferta de leitos para pacientes de Covid-19, que hoje estão em 246. Além disso, o governo estadual está remontando o hospital de campanha na Arena Fonte Nova.

No entanto, a taxa de ocupação das UTIs na capital baiana continua crescendo e deve ultrapassar os 85% ainda nesta terça-feira, de acordo com projeções da prefeitura.

“Nós não temos dados epidemiológicos tão ruins como na primeira onda, porém a gente tem uma pressão maior sobre o sistema de saúde”, afirmou Léo Prates.

A prefeitura de Salvador alega que muitas pessoas deixaram de buscar ajuda médica ao longo de 2020 e isso se reflete num maior número de casos de AVC e infartos, o que diminui a oferta de leitos para pacientes com Covid-19.

Fonte: CNN