Arraial d’Ajuda: 48 militares tentam debelar incêndio que já dura uma semana

 

Quarenta e oito militares entre bombeiros e policiais combatem o incêndio que ocorre desde o início da semana, na área de Mata Atlântica pertencente à Reserva Florestal da Aldeia Velha, em Arraial d’Ajuda, no município de Porto Seguro.

Quarenta bombeiros dos 4º, 5º, 6º e do 18º Grupamentos de Bombeiro Militar (GBMs/Itabuna, Ilhéus, Porto Seguro e Teixeira de Freitas) e oito policiais do Grupamento Aéreo (Graer) da PM tentam controlar as chamas. As equipes utilizam viaturas auto incêndio florestal (AIF), carros-pipas, um helicóptero e uma motobomba d’água Mini Striker, aparelho que leva água de lagos e rios para a região de incêndio.

O fogo, que já atinge 200 hectares de uma área total de 2.100, também é debelado pelos bombeiros com abafadores, enxadas e mochilas costaisIndígenas que moram na região auxiliam as equipes a chegar nos locais, de difícil acesso.

Estamos unindo esforços para que esse fogo não se alastre ainda mais. Com o monitoramento diário e o apoio de todos conseguiremos debelar mais esse incêndio e preservar essa parte importante de Mata Atlântica do nosso estado”, explicou o comandante-geral do CBM, coronel Adson Marchesini.

Apoiam a operação equipes da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), dos Institutos do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio), além do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo), da Fundação Nacional do Índio (Funai) e da Prefeitura Municipal de Porto Seguro.