Repórter cinematográfico Gilmar Vasconcelos morre por complicações da Covid-19 em Salvador

Gilmar Vasconcelos tinha 50 anos e atuava há 15 anos na TV Aratu — Foto: Reprodução/Facebook

O repórter cinematográfico Gilmar Vasconcelos, de 50 anos, morreu na noite de terça-feira (16), em Salvador, por complicações respiratórias causadas pela Covid-19. O profissional atuava há cerca de 15 anos na TV Aratu, e tinha passagens por outras emissoras da capital baiana.

No início de fevereiro, ele apresentou sintomas da doença, testou positivo para o coronavírus e se afastou das atividades. Com os sintomas mais graves, ele precisou ser internado e depois entubado em um hospital de Salvador.

Além de diversos profissionais da comunicação, a TV Aratu publicou uma nota nas redes sociais lamentando a perda do cinegrafista.

“Das imagens captadas por Gilmar, matérias foram ao ar informando e ajudando o público baiano. As pessoas são insubstituíveis em sua existência, e quando são especiais, além da falta que fazem àqueles que as amam, deixam o mundo mais triste. Sem o nosso amigo, o mundo perde um pouco do seu brilho, alegria e cor”, diz trecho da publicação.

Gilmar foi sepultado na manhã desta quarta-feira (17), em Salvador. Ele deixa uma companheira e cinco filhos.

*G1