Salvador: Assalto a ônibus causa grave acidente na Avenida Heitor Dias; uma pessoa morreu

Um assalto a ônibus acabou com acidente gravíssimo na Avenida Heitor Dias, a Via Expressa, próximo à Ladeira do Capoteiro, na Vila Laura. Dois homens armados entraram num ônibus da linha Barroquinha x Acesso Norte, agrediram vários passageiros e tentaram tomar o volante do motorista. O veículo seguia sentido Rótulo do Abacaxi.

Com a ação do bandido, o motorista perdeu o controle do veículo, que se chocou contra um ponto de ônibus. As primeiras informações enviadas pelo Corpo de Bombeiros dão conta de 4 pessoas feridas e uma morte, que foi confirmada por médicos do Samu que trabalham no local. Há suspeita de que a vítima seja um dos bandidos. O outro, segundo testemunhas, conseguiu fugir após sair do ônibus, assaltar um carro próximo e ainda trocar tiro com policiais próximos.

O motorista do ônibus, Marco Antônio, falou ao CORREIO que a dupla entrou no ônibus como passageiros comuns antes de anunciar o assalto. Eles agrediram o cobrador com coronhadas e também agrediram passageiros que estavam no coletivo.

Segundo Marco Antônio, um dos bandidos tentou tomar a direção do veículo e ameaçou matá-lo. Ele segurou a direção até onde conseguiu, mas chegou um momento que perdeu controle do veículo e aí o acidente aconteceu.

“Um com a pistola na minha cabeça e outro dando soco e segurando a direção. Eu segurava a direção de um lado e ele puxava do outro. Eu pedia calma, dizia que ia parar e ele dizia: ‘Não vai parar nada, piloto, você vai levar’. Ele então puxou o volante e eu perdi a direção e acabei colidindo”, afirmou Marco Antônio.

O ônibus transitava próximo à ladeira do Capoteiro, na Vila Laura. O motorista conseguiu desviar do ponto e bateu um pouco mais à frente. Uma parte da passarela caiu e atingiu pessoas que estavam no local, como Roberto Conceição, que tomava uma cerveja com amigos no local.

“A gente estava na passarela tomando uma cerveja no isopor e do nada o ônibus bateu na passarela, que caiu na gente. Uma colega nossa ficou toda ensanguentada e não morreu porque caiu numa vala e o pneu não passou por cima. A polícia chegou e os bandidos saíram correndo. A gente que é trabalhador, trabalha para ter o pão, espera a semana para tomar uma cervejinha e acontece isso. Meus colegas querendo descansar e acontece isso”, afirmou a testemunha.

Uma arma de brinquedo foi encontrada no local. Há suspeita de que um dos bandidos seja a vítima, mas a informação ainda não foi confirmada. Dois feridos foram encaminhados para o Hospital Geral do Estado (HGE): um idoso teve escoriações leves enquanto uma outra vítima, do sexo feminino, teve ferimentos graves, ficando com o rosto muito machucado.

Viaturas do Corpo de Bombeiros, Samu, Transalvador e Polícia Militar seguem no local. Peritos da Polícia Civil isolaram a área e iniciaram o trabalho de perícia. Testemunhas serão encaminhadas para prestar depoimento no Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc).