Feriadão: Operação Independência visa segurança nas estradas

Operação Independência visa segurança nas estradas
Foto: Jair Amaral/EM/D.A Press

Com o feriado prolongado da Independência do Brasil, que neste ano cairá numa terça-feira, muitos baianos e baianas vão colocar o pé na estrada para um merecido repouso.

Sabendo do aumento significativo no fluxo nas rodovias estaduais e federais, a Polícia Rodoviária Federal colocou em ação a Operação Independência.

A partir de hoje até o final do feriado, o efetivo estará realizando ações de fiscalização viária, visando a prevenção e a redução dos acidentes de trânsito e garantindo a mobilidade nas vias.

Segundo a regional baiana da PRF, o Estado tem mais de 10 mil quilômetros cortando sua extensão; o movimento deve ser mais intenso nas tardes de sexta e terça-feira, quando os condutores sairão e voltarão da viagem. Não haverá qualquer tipo de restrição para a circulação de veículos considerados ‘carga-pesada’, que transportam mercadorias.

“Mesmo em um momento diferenciado, estamos preparados para um aumento no fluxo de veículos, e, para isso, nossos policiais já estão reforçando trechos estratégicos”, afirmou a Polícia Rodoviária Federal.

Algumas das rodovias que exigem maior atenção do condutor são a BR-116, que liga Salvador ao sudoeste baiano, passando por cidades como Jequié e Vitória da Conquista, e a BR-101, que corta a Bahia com passagens em municípios como Teixeira de Freitas e Itabuna; as duas vias acabam virando cenários de acidentes, especialmente por manobras arriscadas por parte dos motoristas. Esta é uma das preocupações da PRF para o momento.

“Será dada atenção especial as ações de controle de velocidade, fiscalização de ultrapassagens em trechos de pista simples e a realização de exames de bafômetro, para combater a embriaguez ao volante”, garantiu o órgão de fiscalização federal.

O efetivo será reforçado para a operação, a fim de trazer maior segurança para quem passar pelas estradas durante o período do feriado, com ainda mais foco nos horários onde a incidência de acidentes é maior.

Também serão realizadas fiscalizações específicas para motos e verificações do uso dos equipamentos de segurança, como capacetes e dispositivos para retenção de crianças, e do estado de conservação dos veículos.

Além da prevenção de incidentes, a PRF continuará atuando no combate ao crime, com abordagens baseadas em informações fornecidas pelos serviços de inteligência e com o uso de ferramentas tecnológicas, reprimindo contrabando, roubo de veículos e transporte ilegal de materiais.