Prefeitura de Itabuna adia aulas presenciais após desabamento de muro de escola que matou pai e filho

Prefeitura de Itabuna adia aulas presenciais
Imagem: Reprodução/ TV Bahia

A prefeitura da cidade de Itabuna adiou as aulas presenciais na rede municipal de ensino pós o desabamento do muro de uma escola que matou pai e filho.

O caso aconteceu no último sábado (16) e, segundo familiares das vítimas, pai e filho voltavam de uma feira e passavam pela área externa da Escola Municipal Marechal Castelo Branco quando parte do muro desabou. Guilherme Aurélio Leone, de 12 anos, morreu no local. Já o pedreiro Fábio Guedes dos Santos, de 45 anos, chegou a ser levado para o Hospital de Base de Itabuna, mas não resistiu.

Em nota a secretaria de educação informou que com a suspensão das aulas presenciais na rede municipal, o ano letivo segue no mesmo formato: os alunos irão continuar recebendo blocos de atividades que são fornecidos em cada unidade de ensino.

Ainda conforme a secretaria, os alunos irão finalizar as atividades no dia 8 de dezembro e o fim do ano letivo está previsto para o dia 16 do mesmo mês. Além disso, o calendário de 2022 deve começar em março com aulas totalmente presenciais.