Bandidos assaltam casa em condomínio de luxo e estupram duas jovens, em Salvador

Bandidos assaltam casa em condomínio de luxo em Busca Vida e estupram duas jovens

Um condomínio de luxo em Busca Vida, em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, foi invadido por bandidos. Os criminosos, que estavam armados, entraram em uma casa, furtaram itens de valor e estupraram duas jovens.

O crime aconteceu no feriado do dia 2 de novembro. Segundo a Polícia Civil, que investiga o caso, a casa foi invadida por pelo meno quatro homens armados, que cobriam o rosto com capuz. Eles invadiram a casa de uma família e renderam os cinco moradores, que foram agredidos.

Durante o assalto, os bandidos roubaram celulares, notebooks e uma quantidade em dinheiro, além de obrigar um dos moradores e fazer transações bancárias via PIX, transferindo mais de R$ 20 mil. Além disso, as vítimas foram amarradas dentro de um dos cômodos do imóvel e duas jovens foram estupradas.

O condomínio divulgou um comunicado em que se solidariza com as vítimas. “Nós, da Administração, nos solidarizamos com as vítimas e lembramos a todos os nossos condôminos a necessidade de ter sempre à vista os nossos canais de comunicação, a fim de garantir a tranquilidade e o bem-estar que todos almejamos. Reforçamos ainda mais os nossos rígidos protocolos de segurança e informamos que estamos conduzindo uma investigação rigorosa do fato”, dizia trecho do documento.

Todos os integrantes da casa já prestaram depoimento, e o imóvel já passou por perícia. Além disso, a investigação já solicitou câmeras de segurança do condomínio para ajudar na identificação dos criminosos.

O caso está sob responsabilidade da 26ª Delegacia (Vila de Abrantes), onde foi feito o registro da ocorrência. A unidade já expediu guias para exames periciais para apurar a violência sexual sofrida pelas vítimas.

Por meio de nota, a Polícia Militar informou que só foi informada do caso três dias depois do ocorrido, quando os procedimentos investigativos já haviam sido iniciados pela Polícia Civil. Acrescentou ainda que “mantém o policiamento ostensivo, preventivo e repressivo em vias públicas”.

O condomínio Busca Vida lançou uma nota sobre o caso. Leia na íntegra:

Em face do crime ocorrido no último dia 02 de novembro e que causou grande impacto nos moradores, a Administração do Condomínio Busca Vida (CBV) reforça que a segurança disponibilizada aos condôminos é muito efetiva e ressalta que nunca ocorreu fato de tamanha gravidade no CBV. Mais que isso, confia plenamente e possui excelente relacionamento com as polícias civil e militar responsáveis pela segurança da área, as quais estão tomando todas as providências para a elucidação dos fatos, contando com o apoio da Administração do condomínio. 

Internamente, a Administração se reuniu com os condôminos, incluindo um familiar da vítima do crime, na sexta-feira, 05, para levantar todos os detalhes sobre o assunto e informou as medidas que estão sendo tomadas. Ao mesmo tempo, foi também instalada, ontem, 08, uma comissão formada por moradores capacitados tecnicamente para tratar da questão da segurança e que são bastante experientes na área. Os trabalhos desta comissão começaram ontem mesmo.

De sua parte, em face do ocorrido, esta Administração vem a público interna e externamente esclarecer que não houve, em nenhum momento, a intenção de minimizar ou desqualificar a ocorrência. O teor do primeiro comunicado – interno, reafirme-se – teve como objetivo informar o acontecido, sem detalhar pormenores que pudessem expor as vítimas a um maior constrangimento e aumentar a sua dor, assim como, cautelosamente, não atrapalhar as investigações em curso.

Após o primeiro comunicado interno, o Condomínio Busca Vida emitiu uma segunda nota na qual reforçou a gravidade da situação e que levou a administração a antecipar medidas de segurança que já estavam em seu planejamento e ganharam mais celeridade e urgência. As mesmas ações serão comunicadas e implementadas o mais breve possível através de avisos internos.

Fonte: Correio