Prefeito de Irecê anuncia que cidade terá São João em 2022

Prefeito de Irecê anuncia que cidade terá São João em 2022
Foto: reprodução

O prefeito de Irecê, Elmo Vaz, anunciou nesta quarta-feira (30) que a cidade, que fica no norte da Bahia, terá festa de São João em 2022. A informação foi divulgada nas redes sociais do gestor. Os festejos juninos foram suspensos por dois anos em todo os estado por causa da pandemia da Covid-19.

“É São João que vocês querem? Prepara o coração porque Junho tá logo ali!”, escreveu o prefeito de Irecê nas redes sociais.

Ainda na publicação, Elmo Vaz afirma que a prefeitura se organiza para divulgar a grade de atrações nos próximos dias. O anúncio do prefeito ocorreu após o governador Rui Costa dizer que determinou planejamento de festas juninas no estado e que há mais de 90% de chance de ter São João no estado.

Além de Irecê, Cruz das Almas, já anunciou a festa no mês de junho, inclusive com a divulgação da programação musical.

O anúncio da festa em Irecê é um importante exemplo de como gestores de municípios da Bahia seguem na expectativa de retomada dos festejos juninos. Nos últimos dois anos, os eventos foram suspensos por causa da pandemia da Covid-19.

No início de março, o podcast Eu te Explico, produzido pela equipe do g1 Bahia, reuniu convidados que discutiram a possibilidade de retorno das festas. Foi evidenciado que, para o São João acontecer, seria crucial ampliar o contingente de vacinados no estado e reduzir os casos ativos da Covid-19.

Foram entrevistados o presidente do Conselho Estadual de Saúde, Marcos Sampaio, o presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), Zé Cocá, e o prefeito da cidade de Conceição da Feira, João de Furão, que anunciou festejos juninos no município desde novembro do ano passado.

Os entrevistados sinalizaram a necessidade de que, até abril, o governo do Estado anuncie se os festejos serão liberados na Bahia. Esse é prazo máximo para que seja possível organizar a festa.

Um levantamento feito pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), mostrou que, em 2021, por conta da pandemia, 24 mil empregos formais e informais deixaram de ser gerados nos setores com atividades correlacionadas aos festejos juninos.

O prejuízo pelo cancelamento da festa recai também na redução de impostos arrecadados. Somente com o ICMS, o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, a redução de arrecadação em 2021 foi de R$ 79 milhões nos setores ligados ao São João.

Fonte: G1