PF deflagra operação contra tráfico internacional de entorpecentes em Salvador, Feira de Santana e outras cidades

14c4c109-4940-410b-ad52-01fe2c5e32be
38ac9843-708c-44df-9e75-e6b5799a02d1
44c68657-50f9-4be3-b758-afa7be9f1aa2
949748c6-ddc3-476a-9e23-78b5205237c9
ce8bc072-a4db-474e-917f-a908cf116725
d87346d5-579f-43af-a4a0-9de723b2a7f6
f739eb43-d86d-4f7c-816b-1fa7759e8297

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta sexta-feira (01/04), a Operação Descontaminação, com objetivo de desarticular organização criminosa estabelecida para a prática reiterada do crime de tráfico internacional de entorpecentes pelo modal marítimo.

A organização, que utilizava o Porto de Salvador para remeter cocaína para a Europa em contêineres, cooptava funcionários do Porto para inserir, clandestinamente, a droga nos contêineres
que deveriam ser transportados para o continente europeu através de navios.

Desde o começo das investigações, iniciadas em setembro de 2019, em conjunto com a Receita Federal, foram realizadas seis apreensões de cocaína no Brasil e no exterior, totalizando cerca
de 3,5 toneladas da droga, precisamente 3.591 quilos.

A última apreensão ocorreu na noite do dia 19/09/2021, quando um funcionário do Terminal de Contêineres – TECON Salvador e outros dois funcionários de empresas terceirizadas foram
presos em flagrante por policiais federais quando inseriam 165 quilos de cocaína num contêiner que seria destinado à Europa.

Policiais federais, com o apoio da Polícia Militar da Bahia, cumprem 12 mandados de busca e apreensão e 08 mandados de prisão preventiva em Salvador, Feira de Santana, Lauro de
Freitas, Sorocaba/SP, Salto/SP, Santos/SP e São Vicente/SP.

Além das medidas de busca e apreensão e prisão, a Justiça Federal determinou o bloqueio de contas bancárias tituladas por nove investigados.

Os envolvidos responderão pelos crimes de tráfico internacional de entorpecentes (art. 33 e 40, I da lei 11.343/2006, bem como art. 2º, §4º, III e V da Lei 12.850/2013 (Lei de organização
criminosa).

*Ascom PF