Trabalhadores que morreram com ‘pinga’ estavam esperando pagamento; homem que ofereceu bebida presta depoimento

O homem que ofereceu a bebida às vítimas já foi ouvido pela polícia

Trabalhadores que morreram com 'pinga' estavam esperando pagamento; homem que ofereceu bebida presta depoimento

O homem que ofereceu a bebida que matou três trabalhadores rurais em São Félix do Coribé prestou depoimento à polícia.

Os trabalhadores que foram intoxicados dentro de um ônibus em uma fazenda, e segundo a polícia aguardavam o pagamento pelos serviços prestados no local, quando ingeriram um liquido que teria sido confundido com cachaça. Três trabalhadores morreram e quatro estão internados.

Ainda conforme a polícia, o grupo estava no ônibus e seguiria para outra fazenda na região, quando um dos trabalhadores ofereceu uma dose de bebida aos colegas. Ao ingerir o líquido, as sete pessoas começaram a passar mal ainda no ônibus. Algumas vítimas tiveram convulsões. A situação causou desespero nos demais trabalhadores.

As vítimas foram socorridas para uma unidade de saúde. O homem que ofereceu a bebida já prestou depoimento e outros depoimentos estão agendados.

Os trabalhadores mortos foram identificados como Vitor Oliveira de Assis, 17 anos, Marcone Ferreira de Souza, 36 anos, e Igor Gabriel Santos Conceição, 19 anos. Eles eram moradores do distrito de Porto Novo, na cidade de Santana. Os corpos estão no Departamento de Polícia Técnica de Bom Jesus da Lapa.

No Instituto Médico da cidade será feita a necropsia e o exame toxicológico para identificar que substância teria sido ingerida pelos trabalhadores.

Os trabalhadores hospitalizados também são moradores de Porto Novo e alguns do município de Serra do Ramalho. O caso é investigado na 26ª Coordenadoria Regional de Polícia Civil (26ª Coorpin) de Santa Maria da Vitória.

As informações são da Polícia Civil e G1

Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícias