Quatros ciganos são mortos vítima de arma de fogo no Centro de Feira Santana

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

Três pessoas morrem e várias outras foram vítimas de disparas de arma de fogo no final da manhã desta segunda-feira (14) dentro de um bar e restaurante, na mão inglesa da Rua J.J Seabra, no centro da cidade de Feira de Santana. As vítimas são todas ciganos.

Segundo informações, três pessoas morreram no local e um casal baleado foi socorrido e levados ao hospital pela equipe do SAMU. O homem não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital Geral Clériston Andrade, a mulher foi atingida de raspão e está fora de perigo.

Os ciganos estavam almoçando quando o crime aconteceu.

Em entrevista ao Acorda Cidade parceiro do Blog do Valente, o major Jorge Freitas, comandante da 64ª Companhia Independente da Polícia Militar, informou que a quarta vítima foi a óbito no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), e a mulher atingida de raspão, não corre risco de morte.

“Por volta do meio-dia, houve o chamado pelo 190, e foram informados disparos de arma de fogo aqui na mão inglesa, aqui próximo do centro da cidade. De imediato foi deslocado o nosso Peto, a nossa guarnição chegou aqui e constatou que havia indivíduos que foram baleados durante uma ação criminosa dentro de um restaurante. Três óbitos foram confirmados ainda no local e um quarto indivíduo foi socorrido pelo Samu até o Hospital Geral Clériston Andrade, mas o óbito também já foi confirmado. Uma mulher que estava no grupo foi baleada na perna, esta não corre risco, a princípio era um grupo de oito pessoas, quatro homens, três mulheres e um adolescente de origem cigana, vieram da cidade de Madre de Deus a negócios aqui em Feira de Santana, e quando estavam almoçando aqui neste restaurante foram surpreendidos por um grupo de quatro homens armados que chegaram já atirando”, informou.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Segundo o major, ainda não há uma definição do que tenha motivado o crime, mas a princípio, uma das vítimas possuía mandado de prisão em aberto.

“A Polícia Civil vai investigar, mas a única informação que nós obtivemos e foi passada inclusive para o coordenador regional da Polícia Civil, Dr. Ives que se faz aqui presente, é que uma das vítimas possuía um mandado de prisão preventiva por uma acusação de homicídio, salvo engano no município de Santo Amaro anos atrás, talvez assim um ponto de partida para que a Polícia Civil, a partir de agora, inicie as suas investigações”, pontuou.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia