Homem acusado de matar esposa em reveillon é condenado à prisão

Jornalista Juliana Krucinski foi morta a tiros na cidade de Porto Seguro, no sul da Bahia

Foto: Reprodução | Redes Sociais

Reges Amauri Krucinski, acusado de matar a esposa a tiros na noite de ano novo, em 2021, foi condenado a 27 anos de prisão em regime fechado. A decisão foi divulgada nesta sexta-feira, 7.

A jornalista Juliana Krucinski foi morta a tiros na cidade de Porto Seguro, no sul da Bahia. Segundo informações da Polícia Civil à época do crime, Reges Amauri tem registro de posse de arma concedido pela Polícia Federal, como atirador esportivo e colecionador de armas.

A polícia informou ainda que uma pistola 380, um revólver 357, uma espingarda 12 e mais de 160 munições de diferentes calibres foram encontrados na casa do casal.

O delegado responsável pelo caso relatou que após ser preso, o engenheiro tentou tirar a própria vida, dentro da delegacia, mas não conseguiu. Ele foi atendido por equipes do Samu.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia