“A gente precisa de carro para levar paciente para Salvador”, “médicos especialistas são insuficientes”, “são 52 comunidades só fez 10 praças”, diz Josevan Lobo

Foto: Franck Monteiro / Blog do Valente

Plenário Valdomiro Souza Andrade movimentado na manhã desta terça-feira (28) em Laje. Parlamentares utilizaram a Tribuna Livre durante a sessão ordinária para abordar problemas relevantes e contínuos no município. O vereador Josevan Lobo (PSD), presidente da Casa de Leis, em entrevista ao repórter Franck Monteiro do Blog do Valente, apontou irregularidades no cronograma de manutenção em estradas vicinais e revelou que o município não dispõe de veículos para transporte de pacientes em tratamento de saúde para Salvador.

“Questionei aqui a recuperação das estradas da comunidade do 14, do 17, do oiteiro, do 22, de Itaparica, Pindoba e Quilombo. É preciso, urgentemente, a recuperação dessas estradas vicinais, e vale salientar que essas estradas vicinais, exemplo do 17, do 14, já foi feita há um ano e cinco meses, então não tem como mais esperar, na oportunidade cobrei aqui na última sessão essa situação das estradas vicinais, e a gente continua cobrando porque a população não aguenta mais a situação é precária realmente. Eu tenho passado frequentemente, assim como os moradores da região, e tem sofrido na pele as condições péssimas nas estradas de sinais.”, disse Josevan sobre as estradas vicinais.

Com duras críticas à gestão atual, Josevan, que há 10 meses se afastou do grupo político do atual prefeito de Laje, cobrou realizações de praças, recuperação de postos de saúde, quadras indicadas pela Câmara Municipal há 2 e 3 anos e relatou a insuficiência de médicos especialistas em autismo, além de destacar a necessidade de diálogo entre o Executivo.

“A questão da nossa saúde, a gente, foi falo aqui, a gente precisa de carro de transporte para levar o nosso paciente para Salvador, a gente precisa de carro de saúde para trazer os nossos pacientes que moram no Quilombo, que moram na Boa Vista, que moram no Funil, para trazer aqui para a sede da cidade. A gente precisa de médicos especialistas que são insuficientes a exemplos de médicos autistas para as nossas crianças. A gente precisa da recuperação do posto de saúde da comunidade de Itaparica, no qual eu já fiz essa crítica aqui, e esse pedido eu vou fazer há dois anos. Há dois a três anos eu já fiz, pedi também a reforma da quadra de Itaparica, já há três anos aqui, pedi também a melhoria da água do Quilombo 17, isso vai fazer há oito anos.”, desabafou o presidente Josevan.

O presidente da Câmara Municipal também mencionou que, das 52 comunidades do município, apenas 10 receberam praças e elencou prioridades.

“52 comunidades e só fez, se eu não tiver enganado, 10 praças. Então, a gente precisa de praça e vai fazer praça, mas a gente não pode inverter as prioridades. E as prioridades são o quê? São a saúde, são a educação, são a segurança, estradas vicinais, transporte escolar, entre outras. A gente precisa que a iluminação chegue, não tão somente em uma praça, mas que ela chegue a casa de você, morador, que paga lá a sua taxa de iluminação pública e que não tenha essa iluminação pública dentro da sua casa.”, afirmou.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia