Governo congela concursos e libera 20 mil temporários

Seguindo orientação do ministro da economia, Paulo Guedes, o governo Jair Bolsonaro não fará concursos federais neste ano. No entanto, foi autorizada a contratação de quase 20 mil funcionários temporários em diversas áreas da administração pública, entre janeiro e junho.

Segundo informações da Folha de S. Paulo, a expectativa do Ministério da Economia é que o número de contratações temporárias continue subindo. O cancelamento dos concursos tem como objetivo enxugar a estrutura do funcionalismo.

Conforme a Folha, o ministério tenta evitar ainda que o Congresso deixe envelhecer a Medida Provisória que amplia a contratação de servidores temporários. Caso não seja votado até 29 de junho, o texto que libera contratações por tempo determinado de engenheiros, pesquisadores e outros cargos, perderá a validade.

O projeto enviado ao Legislativo propõe alteração da lei de 1993, sendo pensado para viabilizar a contratação de militares e aposentados para a força-tarefa do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Com a ampliação, o texto prevê outras possibilidades, como execução de projetos industriais, ocupação de vagas que se tornarão obsoletas a curto prazo ou em crises humanitárias, ambientais e de saúde pública.

Fonte: A Tarde