Segurança de Bolsonaro com coronavírus está internado em estado grave

Ari Celso Rocha Lima de Barros tem 39 e deu entrada no Hospital de Base do Distrito Federal na quarta-feira (25). Ele é capitão da Polícia Militar do Distrito Federal e foi diagnosticado com a doença no dia 19 de março. Ele cumpria isolamento domiciliar, mas o quadro piorou. Nesta quinta, o segurança foi transferido para o HRAN (Hospital Regional da Asa Norte), referência no tratamento da doença no Distrito Federal.

Segundo familiares, ele tem problemas de saúde e de pressão. Ainda de acordo com a família, o primeiro exame do policial havia dado negativo. Após apresentar sintomas como febre e dores no corpo, procurou novamente o atendimento hospitalar, quando recebeu a confirmação. Ele não esteve presente na viagem presidencial para Miami, no início de março.

Mais um contaminado

Um motorista do presidente que deu entrada na segunda-feira (23) em um hospital de Brasília testou positivo para o novo coronavírus. Ele apresentava dificuldade para respirar, mas não tinha febre.

Foi o segundo caso de motorista da Presidência da República com suspeita de Covid-19. Outro motorista foi submetido ao teste dias atrás. O primeiro exame deu positivo, mas a contraprova deu negativo.

Além do motorista, 23 pessoas que estiveram na comitiva de Bolsonaro que foi aos Estados Unidos testaram positivo para o vírus.

Fonte: Yahoo Notícias




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *