China suspeita que salmão causou novo surto de coronavírus

O salmão foi associado a um novo surto de casos de coronavírus em Pequim, na China. A ligação pode afetar o mercado do peixe, que movimenta cerca de US$ 700 milhões no país asiático.

Segundo a revista Exame, a associação ocorreu depois que o presidente de um importante mercado de frutas e legumes chamado Xinfadi, onde foram identificados quase 100 casos recentemente, disse que o vírus foi localizado na tábua usada por um vendedor de salmão importado.

O especialista sênior da Comissão Nacional de Saúde, Zeng Guang, disse em entrevista à mídia estatal que “ainda precisamos descobrir se seres humanos transmitiram o vírus ao salmão ou o salmão contraiu o vírus primeiro”. O especialista pediu que residentes de Pequim não comam salmão cru ou comprem frutos do mar importados por enquanto.

*M1