Ministério da Saúde amplia testagem para Covid-19 em mais de 800% no Brasil

O Brasil passou a contar, a partir desta segunda-feira (24/8), com mais uma unidade para diagnóstico dde infecção pelo novo coronavírus. A Unidade de Apoio ao Diagnóstico da Covid-19 da Fiocruz, no estado do Ceará, tem potencial para processar até 10 mil testes moleculares por dia.

O Ministério da Saúde diz que vem realizando ações para ampliar a testagem da doença no país, com aumento da capacidade laboratorial para que mais pessoas sejam diagnosticadas precocemente. O diagnóstico precoce favorece a adoção de medidas de isolamento de casos e o monitoramento de contatos, reduzindo novas infecções, casos graves e óbitos.

O ministro Eduardo Pazuello afirmou que a pandemia deixará legados ao Brasil. “Serão alguns dolorosos, outros estruturais. Mas, um dos mais importantes será a relação institucional que foi construída entre estados, municípios, governo federal e a iniciativa privada, que resultou em uma resposta efetiva à pandemia”, disse. “O que estamos presenciando hoje no Ceará é a capilaridade do SUS, é o que está sendo feito no combate à pandemia, o que foi construído e entregue como estrutura. Esse legado será reconhecido no futuro como a grande resposta à pandemia no mundo”, ressaltou.

De acordo com o ministro interino, a ampliação da testagem dará aos gestores informações para que possam tomar decisões para o combate à doença no país. “A testagem é fundamental para amparar o diagnóstico, e ainda mais importante para a avaliação de estratégias do governo. Por isso, precisamos ampliar a testagem e essa logística vem sendo construída a muitas mãos, da iniciativa pública e privada, para que a gente possa entregar ao gestor a melhor condição para traçar estratégia”, ressaltou Pazuello.

O local é equipado com plataformas automatizadas e conta com cerca de 200 profissionais, entre biologistas e técnicos de laboratório capacitados que se revezarão em três turnos de trabalho para processar as amostras que são encaminhadas pelo Ministério da Saúde. A pasta custeará a operação.