Infectologista do Lacen alerta para riscos de novas variantes do coronavírus

Na última terça-feira (23), o Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) divulgou a identificação de mais uma cepa do coronavírus na Bahia. Desta vez, foi a linhagem peruana C.14, que foi introduzida no estado a partir de um viajante que aportou em Salvador de navio, neste mês de fevereiro.

O infectologista Antônio Bandeira, que atua na Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado (Divep), alerta que as taxas de transmissão das variantes do vírus encontradas no estado são mais altas. Ele também tem conta que tem observado um aumento da gravidade da doença nos pacientes que tem chegado aos hospitais.