Internações de idosos com 90 anos ou mais caem 20% após início da vacinação no país

Reportagem do jornal O Estado de S. Paulo destaca que o número de novas internações de idosos com 90 anos ou mais por Covid-19 caiu 20% após pouco mais de um mês do início da campanha de vacinação, o que contrasta com a alta de 10% no número geral de hospitalizações pela doença observada no mesmo período no país. Na faixa etária dos 30 aos 39 anos, o aumento foi de 50%.

Segundo a publicação, os dados indicam que a imunização dos grupos mais vulneráveis, iniciada em 18 de janeiro, pode já estar causando impacto positivo na evolução da pandemia nessa população e reforçam a necessidade de aceleração da campanha.

Os índices foram calculados pelo Estadão com base nos dados do Sivep-Gripe, sistema do Ministério da Saúde que traz os dados sobre internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag).

Selecionando só os registros com confirmação para covid-19 por faixa etária, a reportagem verificou que o número de novas hospitalizações de pessoas com 90 anos ou mais caiu de 528 na última semana epidemiológica (SE) de janeiro — primeira após o início da campanha — para 425 na última SE de fevereiro, quando o programa de imunização completava cinco semanas.

Se considerado todo o grupo de idosos, ou seja, brasileiros com 60 anos ou mais, também houve uma queda nas internações, ainda que tímida: 2,7% (de 9.327 para 9.073 casos entre as semanas analisadas). Já o número de novas internações por covid-19 em todas as faixas etárias subiu de 16.699 para 18.347 (alta de 10%).

Entre a população de 30 a 39 anos, na qual foi registrado o maior aumento percentual (50%), as novas internações passaram de 1.292 para 1.767 no intervalo analisado.

De acordo com o Estadão, a análise foi feita até a última semana epidemiológica de fevereiro (SE 8) porque a notificação dos casos no sistema federal costuma demorar dias ou semanas, o que faz os dados mais recentes, de março, estarem incompletos ou defasados. Por essa razão, o Estadão também decidiu não analisar os dados de óbitos por faixa etária, pois como a morte costuma ocorrer semanas após a infecção, os dados do fim de fevereiro provavelmente seriam referentes a infecções prévias à vacina.

A campanha de imunização no país teve início em 18 de janeiro com a vacinação de profissionais de saúde, indígenas e idosos que vivem em instituições de longa permanência. No começo de fevereiro, a maioria dos Estados ampliou a campanha para qualquer idoso a partir de 90 anos.

*Bahia.ba