Embaixador rebate Guedes e lembra que China “é o principal fornecedor de vacinas e insumos ao Brasil”

O embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, rebateu no Twitter a fala do ministro da Economia, Paulo Guedes, que acusou os chineses de inventarem a Covid-19 e disse que os imunizantes produzidos pelo país são menos eficientes do que os fabricados pelos EUA.

A declaração foi vista como ruim para a diplomacia brasileira, que tentava recuperar gradativamente o prestígio com a nação asiática.

Em post feito na noite desta terça-feira (27), o embaixador lembrou o ministro que a China é o “principal fornecedor de vacinas e insumos ao Brasil”. Ou seja, uma boa relação com o país é fundamental para atenuar as consequências da crise sanitária do novo coronavírus. As informações são do O Globo.

Yang acrescentou que mais de 8 em cada 10 vacinas contra a doença aplicadas em solo brasileiro foram da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a chinesa SinoVac.

“Até o momento, a China é o principal fornecedor das vacinas e os insumos ao Brasil, que respondem por 95% do total recebido pelo Brasil e são suficientes para cobrir 60% dos grupos prioritários na fase emergencial. A Coronavac representa 84% das vacinas aplicadas no Brasil”, afirmou o embaixador chinês.

Ainda nesta terça-feira (27), após dada em uma reunião ter sido publicada na imprensa, Paulo Guedes se desculpou e admitiu que usou uma “imagem infeliz” dos chineses.

“Nós somos muito gratos à China por ter nos enviado à vacina”, reconheceu o ministro do governo Bolsonaro.

*Bocão news