CoronaVac é eficaz para crianças e adolescente de 3 a 17 anos, apontam estudos

CoronaVac é eficaz para crianças e adolescente de 3 a 17 anos

A CoronaVac, vacina produzida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório SinoVac, é segura e eficaz no organismo de crianças e adolescentes de 3 a 17 anos, segundo mostram estudos clínicos recentes realizados na China, África do Sul, Chile, Malásia e Filipinas.

Com base nos estudos a China, Hong Kong e o Chile autorizaram o uso da vacina nessa faixa etária. Desde outubro de 2021, 2.140 jovens de seis meses a 17 anos participam de um estudo realizado na África do Sul, Chile, Malásia e Filipinas com a CoronaVac.

Os primeiros resultados mostraram que a vacina tem um bom perfil de segurança entre participantes saudáveis com três a 17 anos. Para os mais novos, a pesquisa continua em andamento.

Os efeitos adversos locais e sistêmicos envolveram principalmente dor no local da injeção, dor de cabeça e febre. Não ocorreram efeitos adversos graves suspeitos e inesperados

No Brasil, a CoronaVac pode ser aplicada em maiores de 18 anos. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária já avalia a autorização da imunização de crianças com idades entre 5 a 11 anos com o imunizante da Pfizer.