SAJ: Tia do jovem Ícaro, que estava com ele na Ilha, conta detalhes sobre o desaparecimento e morte do sobrinho

Familiares de Ícaro pedem justiça – Foto: Blog do Valente

Vera, tia do jovem Ícaro Carvalho que foi torturado e morto na cidade de Caraíva na última segunda-feira (15), falou ao Blog do Valente sobre o desaparecimento e a morte de seu sobrinho.  Inicialmente pensou-se que David Santos Souza, amigo de Ícaro, também havia sido morto, no entanto o rapaz conseguiu escapar dos assassinos e retornou para casa na última quarta-feira (17).

A mulher contou que estava no trabalho quando sua mãe, avó de Ícaro, falou com ela por um aplicativo para avisar que o garoto havia sido pego por alguns homens.

“Eu estava no trabalho no Domingo, e as 5h (cinco horas) minha mãe passou a informação para mim pelo ‘Zap’. Ela disse: ‘Vera, aconteceu alguma coisa. Passaram para mim que o Ícaro e Devid tinha sido levados pelo pessoal do Xandó, os índios, porque houve um assalto e ele conhecia o pessoal que fez o assalto na loja, e por eles conhecerem o pessoal, foram levados’. Na hora que eu recebi larguei tudo e fui, porque já morei lá no Xandó”, contou.

Vera teria ido para Xandó tentar ver o sobrinho e reverter a situação, mas não obteve exito. Chegando lé ela foi orientada a voltar para casa e aguardar os jovens serem sabatinados, pois não havia nada que ele pudesse fazer. A sabatina seria a respeito de um assalto que teria acontecido na localidade, o qual, segundo as informações, teria sido praticado por pessoas que Ícaro e David conheciam.

“Um colega meu me chamou e disse assim: ‘Olhe, eles estão em cárcere privado. Eles vão tomar um corretivo, vão ter uma sabatina e depois das 22h (dez horas) vão soltar eles. Pode ir para casa que eles vão ser soltos’. Quando foi 4h (quatro horas) da manhã recebi a notícia que tinha soltado eles. Disseram que eles estavam vivos. Meu colega disse”, relatou à redação do Blog nesta quinta-feira (18).

A notícia a qual Vera se refere em sua fala não procedia, pois na verdade o seu sobrinho já estava morto.

Ícaro tinha apenas 19 anos – Foto: Redes Sociais

O aviso sobre a morte de Ícaro e a ameça de morte

Pelo fato de Vera ter sido informada que o sobrinho e o amigo tinha sido soltos, ela e um amigo resolveram transitar pelas estradas vicinais pensando que encontrariam os rapazes nas estradas próximas de Itaporanga. Não obtendo sucesso na busca, ela e o amigo retornaram para Caraíva, chegando à cidade, receberam a confirmação da morte de Ícaro.

Ao saber da notícia ela ainda teria sido ameaçada de morte. Veja o relato abaixo:

“Quando a gente retornou para Caraíva encontrou uma pessoa que faz parte lá que disse assim: ‘Olhe, o seu menino desde ontem já foi eliminado. Ele está morto, e o Devid fugiu, e o pessoal foi atrás. Não tenha mais esperança’, e se a senhora dizer que fui eu, pode dizer que amanhã é você’. Eu corri e fui para casa. De tarde eu recebi a notícia que tinha achando o corpo do Ícaro. Mandaram a foto, todo desfigurado, do meu menino”, relatou chorosa.