Passo a passo de como fazer a prova de vida do INSS pelo celular 2021

 

 

 

Foto: Freepik 

Você também tem a opção de fazer a sua prova de vida pelo celular. Para conseguir realizar a prova de vida INSS pelo celular 2021 é necessário seguir algumas regras, ao passo que o procedimento ainda não está disponível para todos os beneficiários.

Como fazer prova de vida pelo celular em 2021?

Uma das formas de fazer a prova de vida na pandemia da Covid-19 é por meio do celular, evitando assim deslocamentos e riscos de contágio.

Essa possibilidade de fazer a prova de vida online é recente. O INSS iniciou em agosto do ano passado o projeto piloto de vida por biometria facial, que permite realizar o procedimento usando apenas o celular, sem a necessidade de se deslocar até a agência do banco ou caixa eletrônico.

Já em fevereiro deste ano o projeto foi ampliado. Essa fase permitiu que cerca de 5,3 milhões de beneficiários fizessem a prova de vida pelo celular em 2021. Além disso, o procedimento passou a usar apenas um aplicativo, o Meu Gov.br. Anteriormente também era necessário usar o aplicativo Meu INSS.

Quem já fez ou vai fazer a prova de vida online, terá o seu procedimento comprovado. Sendo assim, não se trata de um teste e o cidadão consegue garantir a continuidade de seu benefício.

Aplicativo Meu Gov.br

Para fazer a prova de vida pelo celular em 2021, o segurado deve ter o aplicativo Meu Gov.br. A plataforma permite acessar os serviços digitais do governo federal.

Dessa forma, quem estiver habilitado para fazer a prova de vida pelo celular será notificado ao abrir o aplicativo Meu INSS, que reúne os serviços do órgão. A partir disso, o usuário deve baixar o Meu Gov.br na loja de aplicativos do celular.

Em seguida, o usuário deve clicar em “Entrar com gov.br” e fazer o login com CPF e senha. Em caso de primeiro acesso, o segurado deve iniciar um cadastro.

Aplicativo Meu Gov.br

Passo a passo para fazer a prova pelo celular

Após entrar no aplicativo Meu Gov.br, o aposentado ou pensionista já pode iniciar a sua prova de vida digital, por meio da biometria facial.

O primeiro passo é acessar a opção “Autorizações” e depois clicar em “Autorizar” na solicitação para uso de validação facial. Para conseguir validar esse serviço, o segurado deve clicar ainda em “Realizar Validação”

Aparecerá então, uma mensagem perguntando se o beneficiário aceita que o aplicativo tire fotos e grave vídeos. A orientação é clicar “Permitir”, já que o procedimento será feito com o uso da câmera do celular.

Em seguida, o segurado deve informar o dado solicitado sobre o seu documento pessoal. Como por exemplo, a data de emissão da CNH. Na tela seguinte, o aplicativo mostra algumas orientações sobre a prova de vida INSS pelo celular 2021. Estar em um ambiente iluminado, deixar o rosto visível e segurar o celular na altura do rosto são algumas das dicas.

Para continuar o procedimento, o beneficiário deve seguir as demais orientações do aplicativo. Será necessário centralizar o rosto no círculo que aparecerá na tela. Uma barra azul na parte de baixo da tela vai mostrar o tempo que falta para que a leitura da biometria facial seja finalizada. Ao fim desse tempo, o segurado consegue finalizar a comprovação de vida, basta apenas esperar a notificação do INSS informando a conclusão da prova.

Se o aposentado ou pensionista tirar o rosto do círculo indicado na tela, terá que fazer o procedimento outra vez para conseguir concluir. Em caso de necessidade, vale pedir ajuda para outra pessoa e usar a câmera traseira do celular.

Confira também, o vídeo do INSS explicando como fazer a prova de vida pelo celular. Ele esta disponível no canal do YouTube do órgão.

Quem pode fazer a prova de vida pelo celular?
Não são todos os aposentados e pensionistas que podem fazer a prova de vida do INSS pelo celular em 2021. Em fevereiro o serviço foi disponibilizado para cerca de 5,3 milhões de beneficiários. Ao passo que após essa fase, deve ser ampliado de maneira gradual, chegando até a maioria dos 36 milhões de beneficiários do órgão.

Os selecionados para fazer o procedimento online foram notificados por meio de mensagens enviadas por SMS e e-mail. Além disso, o INSS usa a base de dados Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e do Tribunal Superior Eleitoral. Por isso, a autarquia selecionou segurados com carteira de motorista ou título de eleitor.

Quem não foi notificado pelo INSS para fazer a prova de vida pelo celular, não deve deixar de cumprir essa obrigação. O procedimento pode ser feito no banco que paga o benefício, ao apresentar um documento de identificação. Ou ainda em caixa eletrônico, por meio da biometria.