SAJ: sem conseguir marcar consulta médica e exame na central de marcação, santoantoniense afirma que foi atendido em Serrinha

Sem atendimento médico em SAJ, homem diz que foi atendido em Serrinha

Um homem, residente em Santo Antônio de Jesus, usou das Tribunas da Câmara de Vereadores na noite desta segunda (02) para expor a situação em que se encontra a saúde pública do município.

Segundo denunciou, após sucessivas idas a Central de Marcação do Município para tentar agendar uma consulta médica e um procedimento de fisioterapia, sem sucesso, foi atendido na cidade de Serrinha.

Segundo declarou, filas enormes se formam durante a madrugada, para que, aqueles que necessitam de uma consulta médica ou um exame possa pegar uma senha para agendar o atendimento.

“A gente acorda de madrugada todos os dias, duas, três horas da manhã para quando chegar um funcionários às 7h, para te informar que não pode marcar e para que volte no dia seguinte”, informou José Carlos durante seu pronunciamento.

José Carlos afirmou ainda que por conta da situação, procurou pelo secretário de Saúde, Dr. Leonel, que prometeu melhorar o atendimento.

“Ele só me atendeu porque eu tinha um abaixo assinado. Eu expus a situação e ele prometeu autorizar mais sessões de fisioterapia, só que só é permitido marcar apenas 5”, acrescentou.

Cansado das negativas da Central de Marcação, José Carlos informou que realizou o procedimento na cidade de Serrinha.

“Consegui por meio de uma amiga. Eu fui porque preciso desses procedimentos”, argumentou.

José Carlos completou afirmando que marcou uma audiência na Defensoria Pública do Estado, onde irá fazer a denúncia e expor o problema no intuito de melhorar as condições na central de Marcação.

“A minha luta é pelo município, por que doença não é só para um, é para todos. Não é algo que escolhemos em uma prateleira de supermercado”, completou.