Protesto de caminhoneiros fecha rodovias em todo Brasil; anúncio de paralisação da categoria é eminente

Protesto de caminhoneiros fecha rodovias em todo Brasil
Caminhhoneiros realizam bloqueio no km 109 da BR-376, em frente ao posto Mercedes, em Paranavaí (PR)
Imagem: Ivan Fuquini/ Diário do Noroeste

A Polícia Rodoviária Federal registrou ao menos 67 bloqueios em rodovias federais na Bahia e em mais 7 estados, organizados por caminhoneiros autônomos.

Os bloqueios começaram ontem, durante as manifestações do 7 de Setembro convocadas pelo presidente Jair Bolsonaro e seguiram ao longo desta quarta-feira (8).

Em contato com o Programa do Valente, Anderson Barreto, representante da categoria, informou que apenas de veículos de carga estão sendo impedidos de passar. Veículos de passageiros e de cargas perecíveis estão liberados.

Conforme informou Anderson, uma das principais reivindicações é a troca de todos os Ministros do STF, atualmente indicado por padrinhos políticos, por juristas concursados.

“Este prazo é a partir de hoje, onde houve a entrega de documentos com o pedido de impeachment dos ministros. Estamos em prontidão e amanhã, se não for cumprido o pedido do povo, que inclui os motoristas caminhoneiros, iremos fechar o Brasil”, afirmou.

Anderson recordou o episódio de greve em 2018 e garantiu que será de grande impacto, onde segundo explicou, não só tem apoio dos caminhoneiros, como também de grande parte da população brasileira. Ainda conforme o caminhoneiro, em 2018 a categoria reivindicava uma lei de amparo e hoje resistem a decisão de governantes, que segundo declarou estão no sistema e querem permanecer no poder

“A população achou uma forma de pressionar, que é com a nossa ajuda. Fazemos parte dessa democracia e devemos participar de todo e qualquer ato político de nosso país. Sabemos a força que temos e a população não aceita mais. Não estamos reivindicando preço de óleo nem baixa de pneu, nossa reivindicação é em prol do povo brasileiro”, completa.

Confira a entrevista completa com Anderson Barreto a partir 13:17 minutos: