Homem que surtou em Mar Grande passou pela delegacia, mas foi liberado antes do ataque; entenda o caso

Homem que surtou em Mar Grande foi detido pela polícia antes do ataque
Foto: Reprodução

O homem que atacou cinco pessoas com golpes de facão em Mar Grande, na Ilha de Itaparica, sofreu um surto psicótico e já havia sido detido antes do ataque, mas foi liberado.

O Blog do Valente apurou que o homem sofre com esses transtornos há cerca de oito anos, após uma queda de cima de um poste.

Conforme apuração, o homem trabalhava em uma terceirizada da companhia de energia quando foi vítima de acidente de trabalho. No momento do surto, que ocorreu no inicio da tarde desta quinta (21), o homem estava trajando a antiga farda da empresa prestadora de serviço.

Uma fonte próxima a família, que prefere não ser identificada, informou que é recorrente esse tipo de situação, e que ele já havia sido detido pela Polícia Civil de Vera Cruz há alguns dias atrás, por esse mesmo tipo de situação, mas foi liberado, por se tratar de um problema de saúde. Familiares chegou a pedir a delegada que ele permanecesse preso, no entanto, o pedido foi negado.

Laudos médicos comprovam que o homem sofre de transtornos psicológicos e precisa de medicação continua para se manter estável.

O Blog do Valente não foi informado de que o homem fazia de uso de bebidas alcoólicas ou outro tipo de droga no episódio que vitimou cinco pessoas.

Para imobilizar o homem, um policial, que também foi ferido, atirou duas vezes, atingindo-o na nádega e perna. Vídeos de moradores, que circulam pelas redes sociais, mostram o momento em que o PM dispara contra o homem.

Todos os envolvidos foram socorridos, inclusive o acusado. Três vítimas foram levadas para o Hospital Geral da Ilha, mas serão transferidas de ambulâncias para Salvador.

Outras duas vítimas precisaram ser transferidas para a capital pelo helicóptero do Grupamento Aéreo (Graer). Uma idosa de 91 anos, uma das vítimas, está internada em Salvador, e seu estado é considerado grave.