Sapeaçu, Laje e Valença já registraram óbitos por H3N2; Sesab alerta para os cuidados contra a Covid-19 e a Influenza A H3N2

Sapeaçu, Laje e Valença já registraram óbitos por H3N2; Sesab alerta para os cuidados contra a Covid-19 e a Influenza A H3N2

Com o crescimento dos casos de Covid-19 e de Influenza A H3N2 na Bahia, a secretária da saúde do estado, Tereza Paim, alerta para a importância da manutenção dos cuidados contra os vírus, como o uso de máscaras e a vacinação. A infecção simultânea da Influenza e da Covid-19, denominada de Flurona, já foi detectada em 11 pacientes de cinco municípios baianos, sem a ocorrência de óbitos.

De 1º de novembro de 2021 até 7 de janeiro deste ano, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) registrou 1661 casos de Influenza A, do tipo H3N2, distribuídos em 128 municípios. Do total de casos, 348 evoluíram para Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e necessitaram de internação. Até o momento, foram registrados 54 óbitos, nos municípios de Salvador (42), Feira de Santana (3), Canavieiras (2), Valença (1), Laje (1), Teixeira de Freitas (1), Cabaceiras do Paraguaçu (1), Urandi (1), Sapeaçu (1) e Camaçari (1).