SAJ: moradores do Comum do Rio da Dona reclamam da falta de condições básicas no Posto São Bartolomeu

SAJ: moradores do Comum do Rio da Dona reclamam da falta de condições básicas no Posto São Bartolomeu
Foto: reprodução

Os moradores do Comum do Rio da Dona reclamaram da falta de condições básicas para o funcionamento do Posto São Bartolomeu.

Segundo uma paciente, o posto carece de diversos profissionais importantes, como um agente comunitário, para organização do atendimento à população e também um profissional de limpeza, para que se mantenha o espaço limpo.

Ela relatou também que o posto só é aberto quando algum médico ou enfermeira chega, enquanto isso os pacientes como crianças e idosos ficam aguardando expostos a chuva e sol.

Em um vídeo gravado pela mesma, é possível perceber que o descarte dos materiais utilizados nos atendimentos, como seringa e agulha, são feitos de modo inadequado, dentro de um saco aberto, deixado num tronco de uma árvore. Além do mais, o espaço em volta do posto encontra-se com uma grande quantidade de mato, se tornando um local propício no aparecimento de animais peçonhentos e inviável para espera de atendimento.

Os moradores solicitam que os órgãos competentes deem atenção a essa situação e tomem as providências cabíveis.