“Quem endividou o município foi o grupo de Luizinho”, diz prefeito de Varzedo ao defender empréstimo de R$ 2 milhões e rebater críticas da oposição

Ari Bahia, prefeito de Varzedo – Imagem: reprodução

Após críticas dos vereadores da oposição sobre o projeto de Lei enviado à Câmara de Varzedo sobre um empréstimo de cerca de R$ 2 milhões para a compra de um terreno, o prefeito Ari Bahia concedeu entrevista ao Blog do Valente e defendeu o projeto.

Ari Bahia afirmou que o empréstimo é necessário para a compra de um terreno de tamanho suficiente para atender às exigências do programa Minha Casa, Minha Vida.

“Para participar do Projeto Minha Casa Minha Vida, Varzedo tem que ter o terreno em nome do município. Infelizmente aqui no município se baseia, pois não temos um terreno de tamanho que possa abrigar 100 casas. Este é o único projeto que a gente colocou até o momento, que é que a aquisição das 45 tarefas”, disse.

Segundo o prefeito, das 45 tarefas a serem adquiridas, apenas 8 serão para as casas populares, no restante será construído dum parque industrial. Segundo ponderou, o município abriga apenas 2 indústrias e a construção de um polo atrairá outras empresas para a cidade.

“Não é fácil você atrair uma fábrica para uma cidade pequena. Se observar que todo o polo industrial do estado da Bahia se concentra basicamente em torno de 70%. Camaçari, Candeia, Simões Filho e não chega ao interior da Bahia.

Em relação a uma oneração dos cofres públicos caso o empréstimo seja aprovado, apontada pelos vereadores da oposição, Ari rebateu a crítica e afirmou que a dívida que o município está pagando foi da gestão passada, referente ao pagamento de um precatório.

“Quem endividou o município foi o grupo de Luizinho, Radamã, Fabinho ne Pinto. O município tem que desembolsar todos os meses mais de R$ 45 mil de um acordo que esse grupo político fez, de um precatório que não era obrigatório”, afirma.

O prefeito continuou afirmando que o empréstimo é um investimento para o município. Segundo explanou, com a vinda da Ponte Salvador-Itaparica e a posição do município de Varzedo, ladeado pelas BR-101 e 116, será bem vista para trazer investimentos no futuro e a construção de um parque industrial é essencial.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia