Ivete faz Festival da Virada ferver na chegada de 2024

 


“É a Veveta que tá no comando”, diz Ivete Sangalo na faixa ‘Macetando’, nova música de trabalho da cantora. Frase que pode ser usada para descrever o que foi a virada de ano na Arena Daniela Mercury, na Boca do Rio. A cantora baiana voltou ao festival depois de um ano de ausência e mostrou logo que a falta não pode se repetir. Veveta carregou o público para 2024 ao som de diversos clássicos e hits recentes da sua carreira, e fez a arena ferver.

Colado na grade desde cedo, Fábio Machado, 27, repetia elogios para Ivete enquanto a cantora se apresentava. “O que é isso? Essa mulher é um espetáculo, a maior. Ela é a maior”, disse ele antes de voltar a cantar cada parte da letra da música que tocava enquanto conversava com a reportagem. E, para quem estava na Arena Daniela Mercury, não faltou oportunidade de gritar as letras mais consagradas da cantora, que entrou no palco por volta das 23h30.

Ivete chegou ao palco com ‘Macentando’, música que é a aposta da cantora para o Carnaval. Na hora da virada, abraçou dançarinos, pediu que o público se abraçasse e procurou logo por Daniel Cady, seu companheiro. “Cadê meu marido, gente? Para eu dar um abraço nele”, brincou. Depois de encontrar Cady, mandou o povo se agitar e puxou a música ‘Todo mundo vai’. Depois, não deixou ninguém respirar com as músicas ‘Empurra-empurra’, ‘Pra Frente’ e ‘Bota Pra Ferver’.

Enquanto a cantora colocava o povo para pular, a queima de fogos seguiu por 15 minutos na Arena Daniela Mercury. Após a emoção da virada, Ivete não deixou o clima esfriar e levou o show com muita energia, fazendo a espera de muitos fãs valer a pena. Larisse Santana, 32, que saiu de Feira de Santana e chegou na arena às 16h30 foi só sorrisos durante a apresentação. “Saí de lá para ver ela brilhar aqui. E cheguei cedinho para ter uma visão privilegiada, queria ver ela cantar assim bem pertinho. Não sei se vai tocar ainda, mas tô muito na expectativa de ouvir ‘Beleza Rara’ para cantar a letra toda junto com ela”, disse a jovem.

E Ivete honrou as expectativas não só com as músicas, mas também com a simpatia já conhecida para lidar com o público. “Boa noite, Salvador! Sou da Bahia e sou de voçês. Sabe o que eu sinto? Uma energia maravilhosa com essa tradição. Pode deixar que eu vou fazer um show foda aqui. E não podia ser diferente, até porque eu gastei o cachê todo nesse look aqui cheio de brilho e até os astros estão me vendo”, brincou a cantora antes de puxar a música ‘Tá solteira, mas não tá sozinha’.

O ‘show de mainha’ fez a cabeça dos fãs como as amigas Itana Santos, 29, e Larissa Bacelar, 24, que saíram do Cabula para ver Ivete da grade. “No ano passado, a gente nem veio porque não tinha Ivete. Viemos só para ver ela porque somos muito fãs. A gente chegou cedo, 17h30 já estávamos no portão. Com duas garrafas de água para abastecer e muita força de vontade para segurar o xixi. Ela é um fenômeno”, falou Larissa.

Ivete Sangalo não é a última atração do Festival da Virada. Após ela, Simone Mendes e Thiago Aquino ainda sobrem ao palco principal. No trio, ainda vai rolar apresentações da banda Pagodart e do cantor Ed City.



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia