“Agora o INSS é que tem que provar que a pessoa não está viva”, diz gerente do INSS de SAJ sobre prova de vida

Foto: Blog do Valente

O gerente do Instinto Nacional do Seguro Social (INSS) de Santo Antônio de Jesus, Gabriel Queiroz, falou sobre não haver necessidade de comparecer às agências bancárias e ao INSS para fazer prova de vida. Porém ressalta a necessidade de manter os dados pessoais atualizados no aplicativo Meu INSS. Declaração foi feita em entrevista ao Blog do Valente nesta segunda-feira (18).

De acordo com o gerente atualmente não há mais a necessidade da regular visita às agências para confirmar que o beneficiário está vivo. O próprio INSS, por meio das bases de dados, consegue realizar a prova de vida. Assim, Gabriel declarou que, com base no novo modelo, “agora o INSS é que tem que provar que a pessoa não está viva”.

“Não há necessidade de ir para banco, pra INSS pra fazer prova de vida porque esse modelo já acabou”, explicou.

Informações como vacinação, saques com biometria e alterações no titulo de eleitor são acessados pelo INSS através das bases de dados do governo. Mas para este companhamento, é necessário que o beneficiário mantenha seus dados atualizados. Assim não é necessária a visita em bancos.

“O INSS vai procurar em todas as bases de dados. Se você se vacinou, se você votou, se você fez saque com biometria. Tudo isso vai ser captado”, contou.

Ainda em entrevista, Gabriel explicou que o INSS tem um prazo após o aniversário de quem recebe algum benefício para fazer a visita em casa, a fim de confirmar se a pessoa está viva ou não. Ressaltou que para isso, o endereço precisa estar atualizado.

“Caso você não pratique nenhuma destas ações, 10 meses após seu aniversário o INSS vai emitir uma pesquisa in loco para encontrar você em casa. Só após essa pesquisa que é feita uma notificação para você comparecer”, finalizou.

 

 



Veja mais notícias no blogdovalente.com.br e siga o Blog no Google Notícia