Refinaria de Mataripe deve gerar até 4 mil empregos nos próximos meses

O investimento é parte do plano estratégico da Acelen de modernizar a planta de 70 anos  com o objetivo de  ampliar os níveis operacionais 

Refinaria de Mataripe deve gerar até 4 mil empregos nos próximos meses

A Acelen investirá R$ 500 milhões no ciclo de paradas programadas de manutenção na Refinaria de Mataripe, ao longo dos próximos 12 meses buscando realizar as melhorias necessárias para obter uma operação com os mais altos níveis e padrões de segurança e excelência internacionais.

Serão gerados cerca de 4 mil postos de trabalho até o pico das atividades da parada previsto para outubro de 2022. O investimento é parte do plano estratégico da Acelen de modernizar a planta de 70 anos  com o objetivo de  ampliar os níveis operacionais de 65% em 2021 para mais de  97% da capacidade instalada após a modernização.

Esta estratégia possibilita a Acelen a oportunidade de apresentar novos produtos, otimizar o atendimento aos seus clientes, expandir sua produção para outros mercados, e, simultaneamente, garantir segurança no abastecimento do mercado regional e nacional.

Além da geração de empregos, a parada de manutenção também proporciona  oportunidades de negócios no entorno da refinaria, movimentando a economia local em São Francisco do Conde, Madre de Deus e Candeias.

Segurança e excelência para o Futuro

Das 26 unidades de produção da Refinaria de Mataripe, 11 passarão por paradas programadas nesse período. “A Refinaria é um ecossistema importantíssimo para a economia da Bahia e o Brasil, com uma história belíssima, a primeira do país, com responsabilidade de abastecer o mercado regional. São R$ 500 milhões para torná-la mais competitiva e prepará-la para o futuro ”, afirmou o VP de operações da empresa, Celso Ferreira.

Ainda de acordo com ele, as paradas seguirão rigidamente as diretrizes da Política de Segurança, Saúde e Meio Ambiente da Acelen. “Nenhuma situação de produção ou resultados justifica qualquer desvio em relação a segurança e saúde das pessoas ou a integridade das instalações e respeito meio ambiente”, explicou Ferreira.

Para garantir a segurança de todos os colaboradores da Refinaria e dos terceirizados, a empresa preparou um plano de recepção  aos novos trabalhadores que irão participar das paradas, com objetivo de treinar, formar, orientar para que a parada ocorra com êxito e total segurança.

Fonte: Tribuna da Bahia