BBB21: empresário pede na Justiça 30% de tudo que Lucas conseguiu

 

O empresário Leandro Alladin vai levar Lucas Penteado aos tribunais. Na próxima quarta-feira (17/2), ele e o advogado, Sylvio Augusto, sócio da Araujo & Augusto Advogados e Associados, pretendem abrir um processo contra o ex-BBB para reconhecimento de vínculo contratual.

Segundo Alladin, a relação que ele manteve com Penteado, apesar de não haver contratos assinados, foi de empresário-empresariado, na qual ele teria assessorado Lucas e conseguido para o ator serviços diversos, como tratamento dentário, telefone celular e roupas, tudo em forma de permutas e acordos com as marcas dos respectivos produtos.

“Conheço o Lucas há quatro ou cinco anos. Ele me procurou antes do BBB dizendo que precisava de um patrocínio de R$ 1,5 mil”, conta Alladin. “Em questão de minutos, consegui R$ 8 mil e um dentista, que fez o canal nele e, quando saísse do programa, colocaria lentes de contato. Lucas disse que, de tudo o que eu conseguisse para ele, me daria 30%”, afirma.

A relação dele com Penteado ia além, segundo o relato. Alladin afirma que, durante o período em que Lucas esteve na casa do BBB, enviava lanches para a família, além de garantir ter entregue um smartphone para que as publicações nas redes sociais pudessem ser feitas. “Quando estava indo, disse para a mãe dele: ‘O Leandro vai ser responsável por tudo’. Agora, quero ser pago pelo meu trabalho e ter minha dignidade de volta”, frisa.

Questionado se Lucas sabe do que está acontecendo, Leandro afirma que sim. Segundo o empresário, desde que um amigo da família decidiu também participar das negociações, Lucas o bloqueou em todos os canais de comunicação. “Minha amizade com ele é grande. Me ligava praticamente toda hora. Agora, preciso apelar para isso”, reclama. A coluna procurou a assessoria de Lucas Penteado, que enviou a seguinte nota:

No momento não nos manifestaremos de forma mais aprofundada. Porém, afirmamos que não reconhecemos qualquer tipo de relação trabalhista/profissional entre o ator e cantor Lucas Penteado e Leandro Alladin.

Acordos de palavra

De acordo com o advogado, Leandro e Lucas tem questões apalavradas, ou seja, com registro apenas verbal ou em conversas de WhatsApp. De acordo com Sylvio, seu cliente alega que assessorou o ex-BBB e, antes mesmo da saída dele da casa, a família cortou relações e não cumpriu com o acordo pré-estabelecido: 30% do que Penteado recebesse, em acordos profissionais prévios, deveria ser repassado para Alladin.

“Não há contrato assinado, mas há conversas nas quais Lucas diz que Leandro é assessor dele e faz promessas de pagamentos. Pelos documentos que visualizei, acredito que o juiz entenderá que meu cliente merece ser remunerado”, explica o defensor. Para ele, o caso é simples: “Se Lucas tiver boa vontade e pagar aquilo que foi acordado, o assunto se encerra”. Caso não logrem êxito, Sylvio garante que entrará com um recurso.

*Metrópoles