Dado cita atletas com Covid para antecipar mudanças na escalação do Bahia para jogo contra o Galo

Dado Cavalcanti em treino do Bahia — Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia / Divulgação

O Bahia deverá ter novidades em campo para o jogo contra o Atlético-MG, marcado para este sábado, às 19h (de Brasília), no Mineirão, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em entrevista coletiva, o técnico Dado Cavalcanti afirmou que alguns jogadores estão com Covid-19 e não poderão atuar no fim de semana.

A assessoria de comunicação tricolor afirmou que os resultados dos testes feitos ainda não foram divulgados. No entanto, alguns atletas apresentam sintomas leves e foram isolados. Os nomes dos jogadores só serão divulgados no sábado, momentos antes da partida.

– A possibilidade [de mudanças na equipe] existe não pela condição do jogo em si. É que infelizmente terei mais dificuldade ainda na escalação dos atletas. Essa semana trouxe novidades indesejadas. Alguns atletas contaminados pelo Covid que terão ausência significativa no jogo. Por conta disso, serei forçado a fazer modificações e talvez até mude a caracterização da nossa equipe em campo, também por isso – disse o técnico tricolor.

Além dos jogadores que foram isolados essa semana, Dado não contará com Daniel, suspenso pela expulsão na partida contra o Goiás, e Índio Ramírez, que ficará sem jogar por seis meses após uma lesão no joelho. Thiago e Edson foram diagnosticados com Covid-19 na semana passada e também não jogam. Para reforçar o grupo, o treinador convocou os jovens Patrick de Lucca, Luiz Felipe e Marcelo Ryan, que fizeram parte da campanha que resultou no vice-campeonato da Copa do Brasil Sub-20.

Os garotos ainda não têm presença garantida na partida. Mas uma mudança na formação titular já está definida. Anderson, que disputou os últimos dois jogos, foi liberado para tratar de problemas pessoais e não treinou ao longo da semana. Recuperado de lesão, Matheus Claus deve ser o goleiro tricolor no jogo contra o Atlético-MG, já que Douglas Friedrich ainda não treina normalmente com o grupo.

– Após o jogo contra o Goiás, Anderson não seria o goleiro titular contra o Atlético-MG, visto que Matheus Claus conseguiu uma recuperação boa, que nos dá um pouco mais de segurança, com uma semana de trabalho. Claus está tendo a semana inteira para trabalhar. Existe a possibilidade de contar com Douglas, que ainda não treinou, ainda não sabemos. Mas existe essa possibilidade. O lastro que Matheus Teixeira, jovem goleiro, mesmo sem jogo, ganhou nessa sequência de treinamentos também daria essa confiança da escalação dele – comentou Dado Cavalcanti.

Outra mudança pode ocorrer no meio-campo. Sem atuar desde a derrota para o Sport, Rodriguinho pode ganhar nova chance na equipe. Segundo Dado, o jogador evoluiu com a rotina de treinos e está pronto para atuar.

– Internamente temos a paciência necessária de às vezes excluir ele de jogo para ganhar treino, para ganhar lastro. Desde o pós-covid e a sequência de jogos, Rodriguinho fazendo parte do banco de reservas, ele acaba treinando menos. A gente chama de G2, o grupo de jogadores que ficam no banco. Eles não jogam tanto, não ganham lastro de campo, não treinam muito, pois estão à disposição. O pré-jogo deles não é muito exigente, o dia de jogo não treinam, e se pegarmos algumas viagens, o retorno para Salvador eles também não treinam. São três dias sem atividades. Isso compromete demais alguns atletas. Não só o Rodriguinho em si, mas outros atletas também. Então, tivemos uma estratégia diferente. Rodriguinho entendeu da importância de treinar um pouco mais. Ele está muito disposto. Desde a semana passada já foi bem melhor, ganhou resistência, força e confiança. Não só dele, mas principalmente da comissão técnica. Entendo que é o momento da adversidade, mas também é o momento de grandes jogadores. E Rodriguinho é um grande jogador. Então, existe expectativa grande pela utilização dele.

O Bahia ocupa a 16ª posição com 37 pontos, mesma pontuação do Vasco, que abre o Z-4. O Tricolor leva a melhor no número de vitórias e, por isso, está à frente na tabela de classificação. Para se manter fora da zona de rebaixamento independentemente de qualquer outro resultado, o time baiano precisará vencer o Atlético-MG.