Comentarista Caio Ribeiro diz que não há mais linfomas em seu corpo

Foto: Reprodução

O comentarista Caio Ribeiro, da Globo, revelou neste domingo (3) em suas redes sociais que não tem mais linfomas. Ele estava fazendo quimioterapia para tratar um linfoma de Hodgkin. “Acho que foi sim o maior jogo da minha vida e a gente venceu. Juntos!!!”, escreveu no Instagram.

No vídeo, o comentarista afirma que respondeu bem ao tratamento com quimioterapia e agradeceu o apoio que recebeu desde o anúncio da doença.

“Sexta-feira (1º) eu fiz o exame, o PET Scan, um tipo de ressonância para ver como estava a resposta ao medicamento, a quimioterapia, e não existe mais nenhum linfoma no meu corpo. Zerado. Não existe nenhum mais risco do câncer continuar. Sucesso absoluto do tratamento”, afirmou em um vídeo publicado no Instagram na tarde deste domingo (03).

Apesar do resultado dos exames, o comentarista afirma que ainda terá que realizar tratamento com radioterapia por prevenção. Caio havia revelado aos fãs que estava com câncer. Na ocasião, o comentarista disse que foi diagnosticado após perceber um caroço no pescoço (veja no vídeo abaixo).

“Eu fui diagnosticado com um linfoma, que se chama linfoma de Hodgkin. A boa notícia é que ele tem 95% de (chance de) cura e meu corpo está respondendo muito bem ao tratamento. Já estou na penúltima sessão de quimioterapia, estou forte, com a cabeça boa”, disse o comentarista de 46 anos.

Linfoma de Hodgkin

De acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer), o linfoma ou Doença de Hodgkin é um tipo de câncer que se origina no sistema linfático, conjunto de órgãos e tecidos espalhados pelo corpo. Formado por vasos e gânglios, o sistema linfático é responsável pela por produzir e amadurecer as células de defesa do organismo, além de drenar e filtrar o excesso de líquido do corpo.

Em geral, o paciente percebe a presença de linfonodos, que se apresentam como caroços, muitas vezes indolores. No caso de Caio, o caroço foi percebido no pescoço. Essas ínguas aparecem com frequência também no pescoço, nas axilas e na virilha. Outros sintomas dependem do local onde o câncer está, mas podem incluir febre, perda de peso, fraqueza e aumento do volume do abdômen.

G1