Botijão de gás será vendido a R$ 50 em Salvador em protesto nesta quarta (11)

Em uma ação que pretende mostrar que o botijão do gás de cozinha de 13 kilos pode ser vendido ao consumidor a um preço justo,  o Sindicato dos Petroleiros da Bahia vai custear 300 botijões de gás, que serão vendidos à população pelo valor de R$ 50, cerca de 24% mais baixo do que a média do preço cobrado pelo produto.

Segundo o Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindgás), em 2 de dezembro, o botijão tinha o preço médio de R$ 62,90, chegando ao preço máximo de R$ 85,00 em alguns bairros de Salvador.

O Sindipetro informou que desses botijões, 200 serão vendidos às 8h, na região conhecida como Vale da Muriçoca, na Federação (Rua Sérgio de Carvalho 659), para as primeiras 200 pessoas que chegarem ao local, levando o comprovante de residência. Só será vendido um botijão por família.

A mesma ação será realizada no município de Alagoinhas, na distribuidora Supergasbras, localizada no bairro de Santa Terezinha, onde serão vendidos, às 8h, 100 botijões, valendo para a compra a mesma regra aplicada em Salvador.

Ainda de acordo com o Sindipetro, o movimento pretende mostrar que é possível vender o gás de cozinha levando-se em consideração o custo de produção nacional, mantendo o lucro das distribuidoras, revendedoras, da Petrobras e a arrecadação dos impostos dos estados e municípios. (Aratu On)