Bahia tem 16 casos de coronavírus; Salvador tem mais 2 pacientes confirmados

Bahia tem 16 casos de coronavírus; Salvador tem mais 2 pacientes confirmados

Dois homens internados no Hospital Aliança com idades de 50 e 60 anos tiveram diagnóstico positivo para a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, na noite desta terça-feira, 17. De acordo com a unidade de saúde, os pacientes não têm vínculo familiar e permanecem sem previsão de alta.

Os casos dos pacientes não constam no último boletim da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), divulgado na tarde desta terça, quando computava 14 pessoas contaminadas. Na entrevista, os homens não relataram se tinham histórico de viagem a outros países. A Vigilância Epidemiológica deverá apurar.

“Informamos que o hospital adota os protocolos de atendimento preconizados pelo Ministério da Saúde, ANVISA e Serviço de Controle de Infecção do Aliança na prestação dos serviços de assistência médica de forma a garantir a segurança de todos os pacientes e profissionais de saúde”, diz a nota assinada pelo médico Raymundo Paraná, superintendente da unidade. O gestor informou, ainda, que os testes das vítimas foram feitos no Lacen.

Números na Bahia
De acordo com boletim divulgado na tarde desta terça-feira (17) pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), o 14º caso é o de um homem de 72 anos, com histórico de viagem recente a São Paulo. O paciente encontra-se em isolamento domiciliar, adotando as medidas de precaução respiratória e de contato.

Desde janeiro até as 17h desta terça-feira (17), a Bahia registrou 671 casos notificados com suspeita clínica de infecção pelo novo coronavírus, sendo 14 confirmados nos municípios de Salvador (5), Feira de Santana (5), Porto Seguro (3) e Prado (1). Outros 252 foram descartados e 405 aguardam análise laboratorial.

De acordo com o secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, todos os casos confirmados até o momento na Bahia foram importados ou possuem transmissão familiar. “É uma situação diferente da encontrada em São Paulo, onde já existe transmissão comunitária, assim chamada quando as equipes de vigilância não conseguem mais mapear a cadeia de infecção, não sabendo quem foi o primeiro paciente responsável pela contaminação dos demais”, afirmou.

Os últimos casos confirmados tinham sido nas cidades de Prado e Porto Seguro, no Sul da Bahia. Foram duas mulheres e um homem, contaminadas após manterem contato com um empresário que desrespeitou a orientação de permanecer em isolamento e viajou, num jatinho particular, de São Paulo para Trancoso, praia de Porto Seguro.