Governador pretende restringir acesso ao ferry boat: ‘Só quero vender passagem com hora marcada’

O governador Rui Costa afirmou em live, nesta terça-feira (28), que pretende promover mudanças no acesso ao sistema ferry boat. Segundo Rui Costa, a ideia é liberar apenas a venda de passagens com com hora marcada e reduzir, portanto, a aglomeração de pessoas no local.

Atualmente, os ferries funcionam em horário reduzido e circulam com 50% de sua capacidade. As passagens para pedestres e veículos, que não são com hora marcada, podem ser adquiridas nos terminais. Os terminais contam com sistema eletrônico que encerra o acesso de pedestres e veículos sempre que a venda atinge a capacidade de cada embarcação e também quando é finalizado o procedimento de embarque.

O anúncio foi feito durante o Papo Correira desta terça-feira. Na ocasião, Rui Costa anunciou as aulas em todo o estado vão ser suspensas por mais 15 dias e confirmou que os festejos juninos não vão ser realizados este ano. O governador disse ainda que vai prorrogar também o decreto que proíbe transporte intermunicipal em cidades com casos confirmados de coronavírus.

“O que leva o vírus de um lado a outro é o ser humano. Suspendemos transporte das cidades com casos positivos para cidades sem casos. Cidades que estão há 30 dias sem caso confirmado não têm por quê adotar medidas tão fortes de restrição e temos flexibilizado com essas cidades. Mas cada caso é um caso. Temos Cachoeira e São Félix, que são separadas por uma ponte. Se uma tiver casos e a outra não, as duas vão ficar restritas”.

Fonte: G1